Os 5 erros + frequentes!

 

1.Não ter em conta o  tipo de corpo!

Cada um tem um tipo de corpo diferente e deve estar atento às suas particularidades.

O importante é vestir-se de acordo com o seu biótipo – ampulheta, triângulo ou coluna, triângulo invertido ou cone, oval ou pera – e a sua profissão. Existem muitos truques que pode aprender para disfarçar aquela zona mais problemática ou para dar a sensação de que tem mais alguns cm de altura.

Não copie o que viu em outra pessoa, se tal não for apropriado para si.

 

2.Cores e padrões demasiado vistosos!


Na hora de conjugar as cores da sua roupa, tenha em conta o dress code do local: é formal, semi-formal ou informal?

Opte por conjugar tons neutros – branco, cinzento, bege, preto, azul marinho e castanho – com peças de cores mais vivas, para tornar o visual mais equilibrado.

Evite usar + de 3 cores – para não tornar o visual pesado ou confuso – ou tons berrantes e estampados de grande dimensão, substituindo-os por tons e padrões mais discretos.

Diferentes texturas e padrões podem conviver num único visual, desde que não sejam muito chamativos ou carregados.

 

3.Decotes exagerados e alças finas!


Tenha atenção ao tamanho do decote, pois corre o risco de chamar à atenção pelas razões erradas – e para não se sentir desconfortável se tiver que se dobrar.

As transparências também não são indicadas para o ambiente profissional, por isso, opte por usar um top da mesma cor por baixo, de forma a não ficar com a lingerie à vista.

Se tiver o peito grande, o ideal é vestir também um top por baixo da camisa, deixando-a ligeiramente aberta, de modo a evitar que os botões fiquem muito afastados na zona do peito, dando a sensação de que vão saltar a qualquer momento.

Opte por blusas ou tops de alças largas, que tapem parcial ou totalmente os ombros.

 

4.Roupa demasiado curta!


Não use tops curtos, ou daqueles que mostram a barriga e o umbigo, por muito tonificado que esteja o seu corpo.

Deixe estas peças para o fim-de-semana, para eventos mais informais ou saídas com os amigos.

O comprimento correto da bainha das calças é fundamental para se sentir confortável. O ideal é que as calças fiquem direitas em baixo, sem ficarem amachucadas ou com excesso de tecido junto aos sapatos e claro, não toquem no chão.

As saias demasiado curtas ou compridas, também não são indicadas para ambientes de trabalho mais formais. Opte por modelos um pouco acima do joelho – se for mais baixa – ou ligeiramente abaixo se tiver as pernas mais longas.

Lembre-se que as saias têm tendência a subir quando se senta.

 

5.Não se preocupar com o cabelo e maquilhagem!


O cabelo ou a maquilhagem são fundamentais, porque as pessoas vão reparar sempre no seu rosto!

Já pensou no efeito que tem quando fala com alguém que está despenteado, tem caspa nos ombros ou o cabelo sujo? Não dá vontade de continuar por perto, certo?

Da mesma forma, um rosto cheio de manchas, olheiras e marcas, além de revelarem o seu cansaço e idade, dão um ar desmazelado e podem transmitir uma baixa autoestima e confiança!

 

Nunca se esqueça: 

Se aposta na sua formação académica e profissional, dedica todo o empenho e energia às suas tarefas e projetos, dá atenção aos seus clientes e passa a maior parte do dia no seu local de trabalho, então porque não cuida também da sua imagem?
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
𝗔𝗼 𝘃𝗮𝗹𝗼𝗿𝗶𝘇𝗮𝗿-𝘀𝗲 𝘃𝗮𝗶 𝘁𝗿𝗮𝗻𝘀𝗺𝗶𝘁𝗶𝗿 𝘂𝗺𝗮 𝗶𝗺𝗮𝗴𝗲𝗺 𝗱𝗲 𝗰𝗼𝗻𝗳𝗶𝗮𝗻ç𝗮, 𝗱𝗲 𝗽𝗼𝗱𝗲𝗿 𝗲 𝗱𝗲 𝗽𝗿𝗼𝗳𝗶𝘀𝘀𝗶𝗼𝗻𝗮𝗹𝗶𝘀𝗺𝗼! 🙌

 

 

Livro: Imagem profissional – Guia de estilo, Rita Carvalho.